Telefone0800.600.4780 ou (43) 3026.4780, de seg. à sex, das 08:45 às 18:00 Whatsapp (43) 98427.4203
Como Aproveitar 02

Como aproveitar as festas de fim de ano sem extrapolar o orçamento?

Fim de ano. Festas. Férias. Viagens. Praia. Tudo isso, basicamente, é saída de dinheiro sem uma perspectiva de retorno. Claro, você pode encarar tudo como um investimento em sua qualidade de vida e uma merecida recompensa por conta dos esforços que você fez nos últimos 11 ou 12 meses. Mas como fazer para que toda essa farra que, sim, é muito divertida, não se transforme num pesadelo financeiro nos 11 ou 12 meses que virão depois?

Vamos encarar essa questão do ponto de vista de quem está com dívidas e de quem não está com dívidas e que, talvez, tenha conseguido poupar e investir alguma coisa durante o ano. Mas, basicamente, quem tem dívidas vai precisar fazer restrições em mais itens do que quem não tem, simples assim.

Festas

A melhor opção é chamar as pessoas mais próximas – sejam parentes ou sejam amigos – e combinar uma festa única. Cada pessoa colabora com um prato, um item de decoração, uma bebida. Assim, todos participam e ninguém é sobrecarregado. Essa era uma tradição de uma época em que não éramos tão individualistas e as festas de fim de ano eram realmente um momento de congraçamento, de dividir, de compartilhar. Por que não retomá-la?

Se quiser garantir que isso aconteça, ofereça-se para organizar o evento. Esta, inclusive, pode ser sua contribuição que, basicamente, não envolve nenhum dispêndio financeiro, apenas o trabalho de colocar as coisas em ordem para que tudo seja lindo e inesquecível. Além disso, você terá pontos com a família e com os amigos, pois ajudou a todos a economizar um pouco e proporcionou bons momentos a todos.

Decoração

Claro que queremos deixar nossa casa mais bonita e festiva nesta época do ano. Mas nada como reaproveitar os enfeites do ano passado. Outra escolha é fazer os próprios enfeites. Há diversos tutoriais na internet sobre como fazê-los de forma singela, elegante e barata. Além disso, pode ser uma gostosa atividade em família.

Amigos secretos

A quantidade de amigos secretos em que você pode acabar entrando nessa época do ano é assombrosa. Mesmo combinando um valor máximo para cada presente, a soma de tudo pode representar uma fatia considerável de seu orçamento. Digamos que esse valor máximo seja de R$ 50. Se você entrar em 6 amigos secretos serão R$ 300. Se você já estiver com as finanças apertadas, isso pode fazer falta. O que fazer?

Uma coisa que as pessoas têm certa dificuldade pela pressão social imposta nessa época do ano: dizer não.

Sério. Ninguém vai ficar ofendido. E talvez você evite de dar aquele presente ótimo, bem escolhido, e ganhar um que, embora dentro do valor combinado, nada tem a ver com você.

Se for para entrar em um amigo secreto, entre apenas no da sua família e/ou da empresa em que trabalha.

Presentes para as pessoas próximas

Se considerarmos uma situação bem formal, teremos que dar presentes para o cônjuge, o filho (ou filhos), pais e sogros. No mínimo, cinco presentes.

Considere a possibilidade, aí sim, de fazer um amigo secreto.

As crianças podem ser um caso à parte. Mas talvez este seja um bom momento para ter aquela conversa com elas, dizendo que este ano será um só presente para cada uma, bem escolhido e dentro de certo valor. Combine que, a partir de janeiro, você vai ajudá-la a fazer economia para dali a 12 meses adquirir aquele brinquedo especial tão desejado. Aprender a adiar as recompensas de consumo certamente será o melhor presente que você vai dar às suas crianças.

E o que as crianças vão dar pra você e pra sua pessoa companheira? Incentive-as a fazer os presentes. Por menos habilidade manual que elas tenham, você jamais vai esquecer daquele desenho ou daquele poeminha com que ela presenteou você na noite de Natal. Perto disso, uma meia, uma gravata, um vestido ou um cinto são só peças de roupa que, daqui a algum tempo serão esquecidas.

Férias, viagens e praia

Viajar nesta época é a opção mais cara. Plena temporada e festas, os preços de passagens e hospedagens estão nas alturas. Se você não economizou e não se planejou exclusivamente para isso, pesquisando os melhores bilhetes com antecedência, certamente irá extrapolar o orçamento. Então, se quiser viajar, é bom que tenha um bom e econômico plano.

Confira nosso artigo sobre viagens nessa época do ano

Uma saída é ir para um destino, geralmente a praia, alugando uma casa com um grupo de amigos ou um ramo familiar com o qual vocês se dão especialmente bem. Dividir despesas e compartilhar momentos sempre são as melhores opções.

Se você realmente quiser economizar, ficar na cidade ainda é uma excelente opção.

Há muitas programações gratuitas: parques com brincadeiras ao ar livre, teatros e cinema a preços módicos, em certos horários dos dias úteis.

Qual a criança que não vai lembrar do dia em que foi para a pracinha soltar pipa com o pai e com a mãe numa tarde de verão? Isso não custa praticamente nada: sola de sapato, fio 10 e papel celofane.

Conclusão natalina

Este artigo tem muito a ver com finanças pessoais, certamente, mas creio que o seu objetivo é, sobretudo, tornar suas festividades de fim de ano ainda mais afetivas. Quem disse que a conquista da independência financeira, algo tão material e terreno, não pode ser emocionante e bonito?

Avaliação dos Leitores
[Total: 1 Média: 5]
  • Honorio Nobrega Junior

    Muito bom. Parabéns pelo artigo.

  • Artigo excelente valeu galera da Equipe Trader!

    • Valeu Roberto! Do que mais gostou em nosso artigo?


[contact-form-7 404 "Not Found"]
Avaliação dos Leitores
[Total: 1 Média: 5]