Telefone0800.600.4780 ou (43) 3026.4780, de seg. à sex, das 08:45 às 18:00 Whatsapp (43) 98427.4203
Blog Template 02

Como fazer o balanceamento da sua carteira de investimentos

De pouco adianta montar uma carteira de investimentos bem balanceada, sentar e esperar que ela simplesmente dê frutos. Bem, isso é melhor que nada. Mas você só vai tirar tudo o que seu dinheiro pode dar a você se você agir dinamicamente. Além de pequenos aportes adicionais todo o mês, vindos do excedente da diferença entre o que você gastou e o que recebeu, de vez em quando será possível fazer aportes mais volumosos.

É de se supor que, agora que você tem um maior controle de sua vida financeira, pelo menos uma vez por ano, você tenha uma remuneração extra, ainda que seja o décimo terceiro. Com sorte e disciplina, quem sabe você consiga guardá-lo integralmente. Se você for autônomo ou profissional liberal, talvez esse dinheiro venha de um cliente ou de um trabalho inesperado. Não importa: use-o para engordar sua carteira de investimentos e atingir seus objetivos de médio e longo prazo mais facilmente.

Como usar os seus aportes periódicos

Uma maneira inteligente de fazer isso é reequilibrando sua carteira. Vamos usar um exemplo mais simples, apenas com as categorias renda fixa e renda variável. Claro, cada uma delas se divide em tantas outras categorias e possibilidades de aplicações, com diferentes riscos e níveis de liquidez, mas isso tornaria nossa explicação mais longa do que o necessário.

Digamos que você tenha R$ 50 mil investidos e seu perfil de risco seja mais conservador. Assim, você tem 20% em renda variável (multimercado, ações, contratos futuros) e 80% em renda fixa (CDB, LCI, LCA, títulos públicos).

Em janeiro, então, você mantém R$ 10 mil em renda variável e R$ 40 mil em renda fixa.

Em maio, você percebe que o montante em renda fixa passou a ser de R$ 9 mil, pois as ações em que você aplicou tiveram uma queda de 10% (o que seria surpreendente se você sabe o que está fazendo ou se tem a orientação de um bom agente autônomo de investimento).

Por sua vez, a valor em renda fixa em 4 meses recebeu juros de 0,95% ao mês, chegando a pouco mais de R$ 41 mil.

Agora, você continua com R$ 50 mil, mas sua carteira está desbalanceada: 18% em renda variável (R$ 9 mil) e 82% em renda fixa (R$ 41 mil, valor arredondado para baixo).

Reequilibrando com um aporte extra

Com ajuda de seu agente autônomo de investimentos da Equipe Trader você vai decidir o que é melhor fazer quanto aos ativos de renda variável: se é bom manter nestes em que você está investindo ou se é melhor mudar.

O fato é que agora, para manter o seu perfil de investimento, você poderá fazer um aporte de R$  1.250 na renda variável para reequilibrar a carteira. E o seu assessor estará presente para ajudar você a tomar a melhor decisão.

Com isso, você terá R$ 10.250 em renda variável e R$ 41 mil em renda fixa: 20% e 80% novamente.

Por que isso é bom?

Imagine um cenário em que, então, nos quatro meses seguintes, as ações em que você teria investido, tivessem uma alta de 20% e a renda fixa tivesse, hipoteticamente, os 0,65% mensais de antes.

Se você não tivesse feito o aporte de R$ 1.250 para reequilibrar sua carteira você teria nesse momento R$ 10.800 em renda variável e R$ 43 mil em renda fixa, um total de R$ 53.800 ou um crescimento de 7,6% desde janeiro.

Se você tivesse seguido a orientação de seu agente autônomo de investimentos da Equipe Trader, suas ações que em maio valiam R$ 10.250, graças ao aporte extra, agora valem R$ 12.300. E a renda fixa, R$ 43 mil, pois não mexemos nela. Um total de R$ 55.300.

Descontando o aporte adicional, você tem R$ 54.050. Um crescimento, desde janeiro, de R$ 4.050 ou de 8,1%: uma diferença de 0,5 pontos percentuais que, no longo prazo farão toda a diferença.

Sobre o futuro

Em se tratando de renda variável, é realmente muito difícil senão impossível fazer previsões com 100% de acerto. Mas o agente autônomo de investimento está preparado para aconselhar você mesmo nos cenários complicados da bolsa de valores a fim de minimizar perdas e riscos e maximizar os lucros. Assim, no momento de reequilibrar sua carteira conte com esse profissional: no longo prazo, o ganho é certo.

Avaliação dos Leitores
[Total: 3 Média: 4.7]

[contact-form-7 404 "Not Found"]
Avaliação dos Leitores
[Total: 3 Média: 4.7]