Telefone0800.600.4780 ou (43) 3026.4780, de seg. à sex, das 08:45 às 18:00 Whatsapp (43) 98427.4203
QUERO INVESTIR A LONGO PRAZO A BOLSA E UMA BOA OPÇAO 01cc

Quero investir no longo prazo: a bolsa é uma boa opção?

Investir em ações pode ser uma boa opção para longo prazo. As possibilidades são muitas: além da valorização dos papéis, há a possibilidade de alugá-las para investidores que se posicionam na venda, o recebimento de dividendos e o lançamento coberto de opções.

Não bastasse isso, se o investidor for bem orientado através de uma sólida análise fundamentalista, pode vir a ganhar muito no longuíssimo prazo com a valorização expressiva de um papel ao longo de décadas.

Veja alguns números de empresas que foram campeãs de valorização ao longo dos últimos 20 anos.

Vale (VALE3)

A empresa de minérios valorizou 1400% até início de 2014. Se você tivesse investido R$ 10 mil, há 20 anos, hoje teria R$ 150 mil.

Vale (VALE5)

A ação preferencial da Vale teve um desempenho um tanto menor, mas não deixou a desejar, com seus 1095% em 20 anos. R$ 10 mil teriam se transformado em respeitáveis R$ 120 mil.

Guararapes (GUAR3)

Do setor de tecidos e vestuário, apresentou um lucro de valorização da ação e dividendos, abatendo-se a inflação, de 1806%. Seus R$ 10 mil teriam virado R$ 190 mil.

Ferbasa (FESA4)

Companhia siderúrgica e metalúrgica. Os R$ 10 mil teriam se transformado em pouco mais de R$ 180 mil, com uma valorização de 1700% em vinte anos.

Gerdau (GGBR4)

Outra companhia siderúrgica. A valorização e os dividendos teriam transformado os R$ 10 mil de vinte anos atrás em R$ 150 mil, com uma valorização de aproximadamente 1400%.

Souza Cruz (CRUZ3)

Uma valorização de 1300% transformariam os seus R$ 10 mil em R$ 140 mil, considerando o desconto da inflação, a valorização e o pagamento dos dividendos ao longo dos anos.

Itaú Unibanco (ITUB4)

O banco renderia a você 1250%. Você estaria, aproximadamente com R$ 135 mil se tivesse investido R$ 10 mil há 20 anos.

Siderúrgica Nacional (CSNA3)

Com 971%, entre valorização e dividendos, você teria hoje R$ 100 mil.

Não para por aí.

Outras empresas que apresentaram valorização de aplicação expressiva ao longo de 20 anos: Marco Polo (825%), Lojas Americanas (765%), Randon (732%), Bradesco (702%), Alpargatas (572%), Cemig (445%) e Petrobras (375%)

Nessa hora você deve ter muitos “e se” na cabeça. Sobretudo o “ai, e se eu tivesse investido nessas empresas naquela época”.

Mas lembre-se, vinte anos passam. Um de cada vez. Talvez este seja o momento de separar R$ 10 mil ou mesmo R$ 20 mil, consultar um bom agente autônomo de investimento para lhe apresentar uma solução de acordo com seu perfil, ou um analista para que ele lhe indique em que empresa alocar esse valor.

Assim, quem sabe daqui a duas ou três décadas, com esse simples gesto, sua independência financeira tenha sido conquistada.

Olhando para prazos mais curtos, mesmo em períodos de crise, quando todo o mercado está indo de ré, algumas ações fazem movimentos contrário.

Entre 2014 e 2015, mesmo com a queda do Índice Bovespa, algumas ações tiveram bons desempenhos em 12 meses.

Antes de listá-las, nunca é demais lembrar que mesmo com o mercado em franca queda é possível operar em posições vendidas a fim de lucrar com a retração da economia.

Fibria (FIBR3)

Produção de celulose de eucalipto. Subiu 105% entre 2014 e 2015, em plena crise. Os R$ 10 mil viraram R$ 20.500,00 e mais R$ 118,00 em dividendos.

Suzano (SUZB5, SUZB6)

Papel e celulose. Alta de 84% em 12 meses. Os R$ 10 mil de 2014 seriam, em 2015, R$ 18.400. E você ainda teria R$ 161,00 em dividendos.

JBS (JBSS3)

Alimentos processados e carne. Por causa da alta do dólar, o papel valorizou 78,7%.

Lojas Renner (LREN3)

Em 12 meses as ações subiram 42%, pagando ainda R$ 205 em dividendos e juros sobre capital em um ano.

Weg (WEGE3)

Equipamentos elétricos. Aumento de 40% no preço das ações. Se você tivesse investido R$ 10.000, ainda receberia R$ 300 em dividendos.

Ambev (ABEV3)

Bebidas. Naqueles 12 meses seu preço saltou 23%, e o investidor ganhou aproximadamente R$ 460,00 em dividendos e juros.

Cielo (CIEL3)

Meios de pagamento. Ações valorizam 23% num período de 12 meses. Os R$ 10 mil, com os dividendos e valorização, teriam virado R$ 12.520.

Klabin (KLBN3, KLBN4, KLBN11)

Papel e celulose. 82% de valorização em 12 meses. Com um ganho de R$ 0,09 em dividendos por ação, os R$ 10mil teriam evoluído em  82,8%.

Avaliação dos Leitores
[Total: 5 Média: 4]

[contact-form-7 404 "Not Found"]
Avaliação dos Leitores
[Total: 5 Média: 4]