Telefone0800.600.4780 ou (43) 3026.4780, de seg. à sex, das 08:45 às 18:00 Whatsapp (43) 98427.4203
Tenho Pouco Dinheiro 01

Tenho pouco dinheiro, mas quero investir: o que fazer?

timeTEMPO DE LEITURA MENOS DE 8 MINUTOS

Você não precisa ser um milionário para começar a investir na bolsa de valores. Em tese, basta ter em dinheiro o preço de uma ação – que, dependendo da empresa e da cotação do dia, pode ir de centavos a algumas dezenas de reais.

Na prática não se faz isso, mas, sim, é possível. Com R$ 12, hoje, você se torna sócio da Vale.

Qualquer pessoa física pode abrir fácil e rapidamente uma conta em uma corretora. Basta ter uma conta corrente, preencher um cadastro e, se preciso enviar cópias de documentos pelo correio. Dependendo do caso nem as cópias dos documentos são necessárias.

A partir daí, se vai investir pouco ou investir muito, dependerá de sua estratégia e perfil de risco.

Quero começar a investir pouco: o mercado fracionário é pra você!

Você não vai comprar uma única ação de uma única empresa, mas a partir de um valor pequeno, digamos, R$ 1.000,00, você poderia comprar, por exemplo, cerca de 80 ações da Vale (pela cotação de hoje, no momento em que escrevo).

Há alguns anos, não era possível comprar apenas 80 ações de uma empresa.

Só se podia operar lotes de ações, geralmente formados por 100 ações. Este é o “mercado à vista”.

Assim, pela cotação de hoje, você deveria ter em conta pelo menos R$ 1200, aproximadamente, para operar um lote de 100 ações da Vale.

Porém, com o mercado fracionário você tem a possibilidade de comprar apenas uma ação, caso queira. Ou 99.

Vou começar a investir comprando qualquer ação?

Claro que, agora que sabe que as ações da bolsa de valores estão ao seu alcance, você não vai comprar ações de uma empresa só porque gosta do logo dela, porque um colega seu trabalha nela ou porque seu dinheiro permite isso.

Existem critérios, que envolvem análise técnica ou fundamentalista, o prazo pelo qual você está disposto a operar esses papéis, gerenciamento de risco e seu perfil de investidor.

Se você quer começar a investir em ações com pouco, uma estratégia é visar o longo prazo.

Use alguns critérios fundamentalistas – por exemplo, uma empresa cujo capital social seja superior a R$ 500 milhões e que tenha distribuído dividendos consistentemente nos últimos cinco ou dez anos – e compre algumas dezenas de ações.

A cada mês, compre mais algumas, com disciplina e constância. Ao longo dos anos, se você escolheu bem e não se apavorou com alguma eventual baixa (sim, no longo prazo, as ações não vão só subir; vão cair também), verá que no longo prazo suas ações se valorizaram muito.

Claro, a análise fundamentalista envolve outros fatores e é mais complexa do que os dois critérios que apontei acima, mas já dá para dar uma ideia.
 

Você já investe? Conheça a melhor solução, invista com quem entende!

BTN_CLIQUE

Algumas dicas:

Disciplina para investir um pouco a cada vez: se você vai começar com pouco, tenha disciplina para investir um pouco mais a cada mês. Isso envolve gastar menos do que ganha, não ter dívidas (para não pagar juros a terceiros), guardar uma parte em renda fixa e uma parte para comprar suas ações escolhidas.

Use uma boa estratégia: bolsa de valores não é sorte e não é jogo de azar. Conte com a ajuda de um investidor experiente e de um analista de confiança para definir isso. Sua corretora conta a assessoria de uma pessoa assim para você.

Aprenda a analisar a bolsa de valores: dependendo do seu tempo operacional ou do seu perfil, vai usar a análise técnica ou a análise fundamentalista. Geralmente, para prazos mais dilatados o que mais se usa é a análise fundamentalista, que se baseia nos fundamentos da empresa na qual você quer investir.

Escolha uma boa corretora: além de fornecer os melhores analistas para acompanhar o seu progresso e orientar você, essa corretora deve ter um bom home broker (através do qual você dará suas ordens de compra e venda e acompanhará o mercado), as taxas de corretagem devem ser boas, de preferência fixas. Também é bom que ela tenha bons serviços, ofereça possibilidades educativas e ainda oferte escolhas de investimento de renda fixa com boas taxas.

Não imagine que, só porque começou a investir na bolsa, ficará rico de uma hora para outra: investir na bolsa coloca você num papel mais ativo no que diz respeito ao que acontece com o seu investimento. Você vai precisar estudar um pouco mais e aprender coisas novas. Além disso, terá de desenvolver sua disciplina, constância nos investimentos e acompanhamento de suas operações, bem como algum controle emocional.

Tenha um diário de investimentos: saiba que operações você iniciou, porque iniciou, qual o objetivo, em valor, de desses ativos e qual o valor que fará você sair da operação. Ter isso anotado e documentado ajudará você saber o que funciona e o que não funciona ao longo dos anos.
 

Conheça um curso gratuito sobre o mercado de ações que a Equipe Trader preparou para você!

BOTAO

Avaliação dos Leitores
[Total: 1 Média: 5]

[contact-form-7 404 "Not Found"]
Avaliação dos Leitores
[Total: 1 Média: 5]