Telefone0800.600.4780 ou (43) 3026.4780, de seg. à sex, das 08:45 às 18:00 Whatsapp (43) 98427.4203
Tesouro Direto Ou Poupança 01cc

Tesouro Direto ou Poupança? Qual o mais seguro? Qual o mais rentável?

Series de Posts: Renda Fixa

O primeiro pensamento que o investidor iniciante tem quando pensa em renda fixa segura, sem dúvida nenhuma é a Caderneta de Poupança. Digamos que este é o top of mind quando se pensa em uma modalidade de investimento com segurança e com uma razoável remuneração, liquidez e familiaridade. Afinal, ouvimos falar de Caderneta de Poupança desde que somos crianças, e costumamos julgar seguro aquilo que conhecemos.

Mas aos poucos uma opção ainda mais segura começa a ficar conhecida do grande público: os títulos públicos ou títulos da dívida pública, disponíveis a qualquer cidadão com CPF e conta em banco ou em corretora, com investimentos iniciais na casa das centenas de reais apenas.

CLIQUE AQUI, FAÇA SEU CADASTRO COM A EQUIPE TRADER AAI/XP INVESTIMENTOS E INVISTA EM TESOURO DIRETO

É possível que a única desvantagem dos títulos públicos disponíveis no Tesouro Direto é a liquidez. A remuneração contratada na aquisição de um título só é garantidamente plena quando de seu vencimento, que pode ser dali a um, dois, três ou dezenas de anos. Claro que é possível vender um título antes, mas o seu valor de mercado pode não compensar tanto quanto a remuneração do vencimento.

Qual rende mais poupança ou tesouro direto?

Um título público é um empréstimo que você faz ao governo, que se compromete a pagá-lo em uma determinada data a uma remuneração fixa ou atrelada a um indicador como a taxa Selic ou ao IPCA.

Ninguém nega que a caderneta de poupança é segura, mas o seu rendimento pode ser bem inferior aos Títulos, por exemplo, ao NTNB ou ao NTNB-Principal.

Esses dois títulos são atrelados ao IPCA e, além da correção de acordo com esse índice, que acompanha a inflação, recebem juros pré-determinados no momento da aquisição. Isto é: trata-se de um título que garante o poder de compra do dinheiro, diferentemente da caderneta de poupança.

Um exemplo prático

A caderneta de poupança é corrigida pela TR mais 0,5% ao mês (6% ao ano), quando a taxa Selic está acima de 8,5% ao ano, como é o caso atualmente. A TR acumulada dos últimos 12 meses está em 1,67%.

Se ficarmos nesse exemplo, o rendimento da poupança nos últimos 12 meses foi de 7,67% num cálculo grosseiro. Assim, em 12 meses, o rendimento de R$ 1000, teoricamente, foi de R$ 76,70.

Considere, no entanto, que a inflação foi de 10,3% nos últimos 12 meses. A poupança ficou quase 3 pontos percentuais abaixo a inflação: quem apostou na poupança perdeu dinheiro.

Agora vejamos o caso do título NTNB-Principal, que paga os juros e a correção apenas no vencimento do título. O título dessa modalidade que vence em 2019 está pagando 7,03% de juros ao ano mais a correção dos valores pelo IPCA. Ou, seja: se a inflação for de 10% ao longo dos anos, o dinheiro será corrigido em 17% ao ano.

Claro que, sobre isso, incide o imposto de renda, mas ainda assim, o ganho acima da inflação está garantido.

Quanto à segurança

A poupança é um empréstimo que você faz ao banco que, por sua vez, empresta esse dinheiro em linhas de crédito para a construção civil. Se acontecer algum tipo de colapso – o que é uma possibilidade bem remota – e o banco quebrar, o seu dinheiro está seguro pelo Fundo Garantidor de Crédito até um valor de R$ 250 mil.

Nesse caso, pode-se dizer que seu dinheiro está seguro na poupança, já que embora não seja algo improvável de acontecer ou algo que já não tenhamos ouvido, não se vê todos os dias notícias de bancos quebrando e deixando todos os seus clientes na mão.

A lembrança que primeiro vem à mente, no entanto, é o confisco dos depósitos em 1990, pelo governo Collor, neste caso nem a poupança está segura totalmente.

Quanto aos títulos, eles podem ser considerados mais seguros no sentido de que, se algo acontecer a esses valores, provavelmente algo pior aconteceu a todo o resto do sistema econômico. Se o governo se tornou totalmente insolvente no sentido de não honrar essas dívidas, a economia estará prejudicada como um todo. A garantia, assim, é dada pelo Tesouro Nacional: a instituição que emite nosso dinheiro.

Impostos

A Caderneta de Poupança é isenta de imposto de renda.

Os Títulos do Tesouro Direto têm incidência do Imposto de Renda, pela tabela regressiva. Ou seja, quanto mais tempo o investidor permanece no investimento, menor a alíquota, indo de 22,5% sobre os ganhos até 15% sobre os ganhos.

A BM&FBovespa também cobra 0,30% sobre o montante total dos títulos, referente à custódia, e a instituição financeira (banco ou corretora) cobra uma taxa anual do cliente.

É neste ponto que a Equipe Trader AAI/XP Investimento se diferencia das demais instituições financeiras. Enquanto a média cobrada por bancos comerciais é de 0,40% na Equipe Trader/XP Investimentos é de apenas 0,10%, o menor valor do mercado!

Avaliação dos Leitores
[Total: 6 Média: 2.8]

[contact-form-7 404 "Not Found"]
Avaliação dos Leitores
[Total: 6 Média: 2.8]