Telefone0800.600.4780 ou (43) 3026.4780, de seg. à sex, das 08:45 às 18:00 Whatsapp (43) 98427.4203

O QUE É FUNDO DE CAPITAL PROTEGIDO?

Fundos de Capital Protegido possuem estratégias de investimento em oportunidades mais arriscadas, porém com proteção do capital inicial do investimento, através de outras estratégias para o mercado de baixa. Basicamente, é um fundo de investimento multimercado, vinculando sua performance a algum ativo, como ações, commodities (como o ouro) e índices de ações. Boa parte do fundo é aplicada também em Títulos do Tesouro e uma parcela menor em opções.

As opções são os ativos que vão representar o lucro e o risco deste tipo de fundo. Em situações de baixo desempenho, ainda que elas passem a valer zero, o restante do capital, investido em renda fixa, manterá a rentabilidade e o valor do capital. O total da quantidade em renda fixa e seus rendimentos, debitadas as taxas do investimento, será praticamente o valor investido inicialmente. Por isso, o capital inicial está protegido.

Simplificando, se o mercado estiver em alta, o investidor lucra. Se o mercado estiver em baixa, o investidor retira o dinheiro que investiu integralmente ao final da operação. Nesta modalidade, só se pode sair da operação com garantia de rendimentos e de capital protegido ao final dela, o que pode significar um ano ou dois anos.

QUAL É A RENTABILIDADE DOS FUNDOS DE CAPITAL PROTEGIDO?

Como a rentabilidade envolve opções, um derivativo altamente volátil, mesmo com um bom sistema de análise técnica, é impossível dizer com certeza quanto um fundo, ainda que de Capital Protegido pode render. O fato é que boa parte do capital está em renda fixa, o que garante a proteção e minimiza a possibilidade de prejuízos.

PARA QUEM É INDICADO OS FUNDOS DE CAPITAL PROTEGIDO?

Os Fundos de Capital protegido são ideais para quem quer investimentos mais arriscados e ao mesmo tempo proteger o capital que investiu inicialmente. Pode-se dizer que o perfil desse investidor é conservador, visto que pretende proteger o seu capital investido. Ainda assim, o investidor deve estar ciente que em um cenário negativo, o seu investimento ficará, na pior das hipóteses, estagnado ou oscilando no mesmo patamar que os investimentos de renda fixa escolhidos para a carteira do fundo. Portanto, o investidor deve ter um certo conhecimento do mercado e ter conhecimento dos riscos inerentes ao mercado. Também é indicado para investidores que querem ter acesso, através do fundo, a empresas estrangeiras, como Apple ou Google.

QUAIS OS RISCOS DE INVESTIR EM FUNDOS DE CAPITAL PROTEGIDO?

O risco assumido pelo investidor diz respeito à possibilidade de ele, ao final da operação, sair com a mesma quantidade de dinheiro com que entrou. O que por um lado não é ruim num cenário de crise, mas que também não é exatamente o esperado de um investimento. Os Fundos de Capital Protegido também costumam ter regras relativas ao quanto pagarão em caso se atinja certos limites para cima e para baixo no período da operação. Nessas condições, o investidor poderá chegar à conclusão que um fundo mais balanceado traria mais lucros em um cenário de alta.

COMO É A TRIBUTAÇÃO DE FUNDOS DE CAPITAL PROTEGIDO?

Fundos de Capital Protegido de longo prazo têm incidência de Imposto de renda com alíquotas que vão de 22,5% (para operações com menos de 180 dias) até 15% (para aplicações acima de 720 dias).

COMO FUNCIONA OS FUNDOS DE CAPITAL PROTEGIDO?

Para investir nos Fundos de Capital Protegido da XP é preciso ter uma conta com a Equipe Trader e XP Investimentos. O investidor deve estar ciente de que ao entrar em um Fundo de Capital Protegido só tem a garantia de estar de fato com o capital protegido se fizer o resgate ao final da operação, o que implica deixar o dinheiro comprometido com ela durante vários meses.

VANTAGENS E DESVANTAGENS DOS FUNDOS DE CAPITAL PROTEGIDO

Vantagens

  • Possibilidade de investir em segmentos de maior risco, mas com a garantia de sair do investimento, ao final, com pelo menos o valor inicial.
  • Possibilidade de investir em empresas estrangeiras.

Desvantagens

  • Imposto de renda.
  • Taxas de administração.
  • Taxas de saída para resgates antes do final da operação.

[contact-form-7 404 "Not Found"]