Telefone0800.600.4780 ou (43) 3026.4780, de seg. à sex, das 08:45 às 18:00 Whatsapp (43) 98427.4203

O QUE SÃO CONTRATOS FUTUROS DE OURO?

Existem duas maneiras de se investir em ouro. A primeira delas é o Ouro Físico, o metal propriamente dito, e a segunda são os Contratos Futuros de Ouro.

Para o Ouro Físico, o preço é cotado em real por grama de ouro. Cada contrato corresponde a 250 gramas (DIS OZ1) e o lote fracionário – que tem a desvantagem de ter baixa liquidez – corresponde a 10 gramas (DIS OZ2) ou 0,225 gramas (DIS OZ3). Não existem meses de vencimento por se tratar de um contrato relativo a um ativo físico, objetivamente. Ao investir dessa maneira, o investidor está colocando seu dinheiro em barras de ouro propriamente ditas.

Para o Contrato Futuro de Ouro, negociam-se contratos que estipulam preços determinados em que o ouro será comprado ou vendido em determinada data futura. Compradores e vendedores de contratos pagam e recebem valores diariamente de acordo com a variação do ouro naquele dia.

A liquidação do Contrato Futuro de Ouro acontece apenas na forma financeira. Não há entrega física do metal. No vencimento, é feito o pagamento e paga a diferença entre o preço do contrato e o preço do dia. É possível finalizar uma posição antes do vencimento, bastando comprar uma quantidade de contratos no caso de ter vendido contratos e, no caso de ter comprado contratos, vender a mesma quantidade que comprou.

A nomenclatura de um Contrato Futuro de Ouro se faz com OZ1 mais a letra do mês correspondente e os dois dígitos finais do ano de vencimento do contrato. Assim, um Contrato Futuro de Ouro que vence no mês de junho de 2017 recebe o código OZ1M17.

O lote padrão corresponde a 250 gramas de ouro.

QUAL É A RENTABILIDADE DOS CONTRATOS DE OURO?

No longo prazo, o ouro sempre teve tendência a se valorizar, pois é um metal muito escasso e, ao mesmo tempo, muito procurado. No entanto, não é possível dizer com certeza se o valor do metal não terá oscilações para baixo ou de quanto será a oscilação para cima.

PARA QUEM É INDICADO CONTRATOS DE OURO?

O ouro, no longo prazo, tende a se valorizar. Nem sempre acompanha a variação dos indicadores, mas é considerado por muitos uma forma de proteger o patrimônio. É indicado para aqueles investidores dispostos a proteger seu capital, sobretudo em períodos de crise. No caso dos Contratos Futuros de Ouro – e também no ouro físico -, a indicação é para aqueles investidores que gostam da renda variável e pretendem especular em cima das variações do preço do metal. O investidor precisa estar preparado para ver variações de preço no curto e no médio prazo.

QUAIS OS RISCOS DE INVESTIR EM CONTRATOS DE OURO?

No caso do ouro físico, o risco está em mantê-lo num lugar que não seja absolutamente seguro. Uma saída é deixar o ouro sob custódia da Bolsa de Valores, o que implica custos. Além disso, há o risco das flutuações dos mercados, que têm a ver com cenários internacionais e a cotação de moedas como o dólar. Esse risco, obviamente, também interfere no caso dos Contratos Futuros de Ouro.

COMO É A TRIBUTAÇÃO DE CONTRATOS DE OURO?

No caso do ouro físico, o imposto de renda corresponde a uma alíquota de 15% sobre os ganhos líquidos cujo valor das vendas, realizadas a cada mês, seja igual ou superior a R$ 20.000. O recolhimento é feito via carne leão. Resumindo: vendeu ouro, a venda foi maior que R$ 20 mil e teve lucro, então paga-se 15% sobre o lucro. Vendas de menos de R$ 20 mil estão isentas.

No caso dos Contratos Futuros de Ouro, como em outros contratos futuros, incide Imposto de Renda e o recolhimento é de responsabilidade do investidor.

A alíquota é de 15% sobre a soma algébrica dos ajustes diários (se positiva). A apuração se dá quando do encerramento da posição. Há também 0,005% retido na fonte sobre a soma algébrica dos ajustes diários (se positiva).

Para operações de day trade (operações em que a compra e a venda do contrato acontecem no mesmo dia), a alíquota do Imposto de Renda é de 20%, mais o imposto na fonte, uma alíquota de 1%, se a soma for positiva.

Taxas de corretagem, taxas da bolsa e emolumentos podem ser deduzidos.

COMO FUNCIONAM OS CONTRATOS DE OURO?

Tanto para investir em Ouro Físico como para investir em Contratos Futuros de Ouro é preciso ter uma conta com a Equipe Trader e XP Investimetnos. Os Contratos Futuros são negociados normalmente como qualquer ativo, via home broker.

No caso dos Contratos Futuros de Ouro, há uma margem de garantia – um valor em dinheiro que precisa estar depositado a fim de garantir que não haverá inadimplência em caso de prejuízo – e também os ajustes diários: os investidores pagam e recebem diariamente prejuízos e lucros, de acordo com a correção do valor do ouro em relação ao preço negociado nos contratos.

VANTAGENS E DESVANTAGENS DOS CONTRATOS DE OURO

Vantagens

  • Escassez garante o valor do metal.
  • Uma forma de diversificar os investimentos.
  • Em tempos de crise, uma das melhores proteções.
  • Isenção do imposto para vendas de até R$ 20 mil no mês.
  • Para investidores de menor porte, há a possibilidade de investir em ouro através de fundos de investimento

Desvantagens

  • Imposto de renda para vendas acima de R$ 20 mil no mês e para Contratos Futuros.
  • Alta volatilidade: se você não estiver preparado para variações de preço, é melhor não arriscar.
  • Na opção do ouro físico, é preciso um lugar seguro para guardar o metal.
  • Baixa liquidez.

[contact-form-7 404 "Not Found"]