Telefone0800.600.4780 ou (43) 3026.4780, de seg. à sex, das 08:45 às 18:00 Whatsapp (43) 98427.4203

O QUE SÃO CONTRATOS FUTUROS DE PETRÓLEO?

Diferentemente de outros contratos futuros, o de Petróleo só tem disponível a sua versão de minicontrato. Em vez de serem negociados 1000 barris, como no contrato cheio, o minicontrato possibilita a negociação de apenas 100 barris de cada vez. Outro diferencial é que não é possível receber a versão física do produto. A liquidação do Minicontrato Futuro de Petróleo se dá apenas financeiramente, portanto.

A BM&FBovespa disponibilizou a negociação de Minicontratos Futuros de Petróleo em 2013. A Bolsa de origem é a CME Group (Chicago Mercantile Exchange). O ativo negociado é o Barril WTI, isto é, o Petróleo light sweet crude oil.

O objetivo do Minicontrato Futuro de Petróleo é garantir a compra ou a venda dessa commodity a um determinado preço em uma determinada data futura, protegendo os negócios das empresas que precisam dessa commodity e das empresas que a fornecem.

QUAL É A RENTABILIDADE DOS CONTRATOS FUTUROS DE PETRÓLEO?

A cotação do Petróleo varia de acordo com a variação do preço dessa commodity no mercado físico. O preço de um contrato, sua oscilação e, portanto, sua rentabilidade é determinada pelo preço do Petróleo no mercado físico, bem como a proximidade de vencimento da data do contrato.

A lucratividade tem a ver com a oferta e a procura do produto. Se os preços caírem, o investidor pode inclusive perder dinheiro. O Minicontrato Futuro de Petróleo é extremamente volátil e é bastante procurado pelos investidores por suas possibilidades de alavancagem e liquidez.

PARA QUEM É INDICADO O CONTRATO FUTURO DE PETRÓLEO?

O Contrato Futuro de Petróleo é um ativo de renda variável. Apesar de poder ter seus riscos gerenciados e flutuação prevista dentro de uma margem de erro de acordo com a análise técnica e outras análises é indicado apenas para aqueles investidores que estejam cientes das possibilidades de perdas ou de ganhos insuficientes. Se o investidor é um produtor ligado ao setor do Petróleo, é um papel recomendado para fazer proteção de preços.

QUAIS OS RISCOS DE INVESTIR EM CONTRATOS DE PETRÓLEO?

O mercado do Petróleo é regido pela oferta e pela procura, pela demanda energética e até por conflitos internacionais. O risco é de que em caso de compra de um contrato, o preço do Petróleo caia e, portanto, haja perda. Ou então que ele não suba como o esperado. No caso de venda de contrato, se o preço subir, o investidor também fica no prejuízo.

COMO É A TRIBUTAÇÃO DE CONTRATOS DE PETRÓLEO?

Como em outras commodities agrícolas, como o Boi Gordo, o Café e a Soja, sobre o Contrato Futuro de Petróleo incide Imposto de Renda e o recolhimento é de responsabilidade do investidor.

A alíquota é de 15% sobre a soma algébrica dos ajustes diários (se positiva). A apuração se dá quando do encerramento da posição. Há também 0,005% retido na fonte sobre a soma algébrica dos ajustes diários (se positiva).

Para operações de day trade (operações em que a compra e a venda do contrato acontecem no mesmo dia), a alíquota do Imposto de Renda é de 20%, mais o imposto na fonte, uma alíquota de 1%, se a soma for positiva.

Taxas de corretagem, taxas da bolsa e emolumentos podem ser deduzidos.

COMO FUNCIONAM OS CONTRATOS DE PETRÓLEO?

Com uma conta na Equipe Trader e XP Investimentos, o investidor pode investir em Minicontratos Futuros de Petróleo a partir de seu home broker.

O código do ativo é WTI mais a letra correspondente ao mês e um número correspondente ao ano de vencimento do contrato. Por exemplo, um contrato de Petróleo que vence em julho de 2016 tem o código WTI N 16. Os vencimentos dos contratos se dão em todos os meses do ano.

Assim como os outros contratos futuros, é feito um ajuste diário de acordo com a variação do preço do contrato. Se há prejuízo ou lucro, eles são debitados ou creditados na conta do cliente diariamente.

A finalidade é evitar que haja inadimplência. Por isso, também, há uma margem de garantia que deve estar depositada em conta a fim de garantir que o investidor tenha fundos para bancar um possível prejuízo. No caso do Contrato de Petróleo, essa margem é determinada pela Bolsa, de acordo com os critérios adotados no momento. Os ativos aceitos como margem de garantia podem ser dinheiro, ouro, títulos públicos federais, títulos privados, cartas de fianças, ações e cotas de fundos fechados de investimento em ações.

VANTAGENS E DESVANTAGENS DOS CONTRATOS DE PETRÓLEO

Vantagens

  • Fazer hedge protegendo o valor de compra ou venda do Petróleo, caso se esteja envolvido no mercado dessa commodity, garantindo um preço em determinada data futura.
  • Para o investidor comum, há a possibilidade de especular a queda ou a alta do preço do Petróleo. Se ele acha que o preço vai cair, ele vende contratos, investindo somente a margem inicial. Se ele acha que vai subir, pode comprar contratos.
  • Boa liquidez.

Desvantagens

  • Os ajustes são diários: prejuízos e lucros são realizados no mesmo dia.
  • Margem de garantia de 6,31%.
  • Imposto de renda.
  • Alta volatilidade.
  • Existe um prazo de vencimento. Se você quiser ficar na posição para além do vencimento.
  • Renda variável: portanto envolve riscos.

[contact-form-7 404 "Not Found"]